Logotipo da Alude
Blog
Template Capa Blog Alude
Gestão de aluguel

Locatário solidário: um guia completo para o corretor

O locatário solidário está surgindo no Brasil como uma excelente solução para trazer mais segurança e flexibilidade nas locações. Descubra os benefícios, os desafios e como essa modelo de contrato de aluguel para locadores e inquilinos.

Foto Perfil Autor Zé Fagotti
Escrito por Zé Fagotti
05 Jul 2024·
5 min de leitura

💡 Principais conclusões

  1. O locatário solidário é regulamentado pela Lei do Inquilinato e permite a inclusão de múltiplos inquilinos em um contrato de locação. Esse modelo de contrato de aluguel é bastante interessante quando um grupo de amigos decidem morar juntos.
  2. O locatário solidário pode oferecer mais segurança de recebimento para locadores já que a inadimplência de um inquilino pode ser coberta pelos demais. Além disso, a união dos recursos dos locatários oferece acesso a imóveis de melhor qualidade.
  3. A gestão desse modelo de contrato de aluguel pode ser complicada, mas um contrato bem estruturado e um bom sistema de gestão de aluguéis podem reduzir os riscos.

E aí, meu corretor! Lembra daquele imóvel que você alugou para os estudantes montarem uma república?

Com a figura do locatário solidário esse tipo de locação pode ser muito mais segura e tranquila.

Sim, a solidariedade não é só uma virtude, ela também faz parte da lei. É daí que surge o locatário solidário, um conceito começou a fazer barulho no mercado imobiliário.

Essa nova tendência tem tudo para mudar a forma como a gente pensa em alugar imóveis. Vem com a gente para entender como esse modelo de contrato de aluguel pode ser especialmente vantajoso.

O que é locatário solidário?

Basicamente, a locação solidária é uma forma de contrato de locação onde vários inquilinos estão no mesmo barco, dividindo obrigações e benefícios.

Na prática, o locatário solidário é permitido no Brasil, principalmente em 2 situações:

1. Quando amigos ou familiares decidem morar juntos

Cada um dos moradores assume uma parte igual das responsabilidades do contrato. Isso significa que todos dividem o aluguel e os encargos, aliviando a carga financeira que, sozinha, pode ser pesada demais.

Essa abordagem traz mais segurança jurídica e financeira para os locadores. Isso porque se um inquilino der uma escorregada e não pagar, os outros podem cobrir essa falta. Além disso, juntando os recursos de todos, dá para acessar imóveis de melhor qualidade. Ou seja, todo mundo sai ganhando!

2. Quando o valor do aluguel é superior a renda de um dos locatários

Neste caso, outra pessoa é adicionada ao contrato para complementar a renda necessária para alugar o imóvel.

Muitas imobiliárias podem pedir a comprovação de uma renda até quatro vezes maior que o valor do aluguel. Como nem sempre um locatário consegue alcançar essa renda, o locatário solidário pode salvar a locação.

💡 Vale lembrar que depois de inserido no contrato, o locatário solidário passa a ter as mesas obrigações do inquilino principal.

O locatário solidário é um fiador?

Não é bem assim. O locatário solidário é quando várias pessoas se juntam para alugar um imóvel e todas assumem a responsabilidade financeira e legal no contrato. Ou seja, se um não pagar, os outros têm que cobrir a dívida. Isso cria uma rede de segurança, tanto para os inquilinos quanto para o locador.

Já o fiador é outra história. Esse personagem se compromete a pagar o aluguel e outras despesas caso o inquilino não consiga honrar o compromisso. Ele não mora no imóvel, mas serve como uma garantia para o locador de que o pagamento será feito.

Então, enquanto o locatário solidário está diretamente envolvido no contrato e divide todas as responsabilidades, o fiador é um terceiro. Ambos oferecem garantias, mas de formas bem diferentes. Um está ali vivendo e dividindo tudo, o outro está só garantindo que a grana não vai faltar.

💡 A legislação diz que o locatário precisa encontrar uma terceira pessoa para atuar como fiador. Ele próprio não pode assumir essa função. Isso quer dizer que ainda é importante exigir uma garantia locatícia nos contratos com locatário solidário.

Locatário solidário x Sublocação

Locatário solidário x Sublocação
Visualizar

Manter um imóvel alugado com vários inquilinos pode ser um verdadeiro quebra-cabeça. Garantir que todo mundo fique no imóvel até o fim do contrato pode ser um grande desafio. E olha, para um proprietário, não tem nada mais chato do que ver inquilino mudando toda hora.

Além do desgaste natural do imóvel, isso ainda pode diminuir o valor de mercado da propriedade e afastar futuros inquilinos.

Agora, imagina que um dos locatários solidários decide dar tchau e sair do contrato. Os outros moradores podem optar pela sublocação para não ter que assumir os custos daquele que saiu.

O que é sublocação, afinal?

Sublocação é quando um inquilino original resolve alugar um cômodo ou até mesmo o imóvel todo para outra pessoa.

Uma sublocação ocorre quando o locatário de um imóvel aluga um cômodo ou todo o imóvel para uma terceira pessoa.

Essa prática é bem comum quando o inquilino original precisa se ausentar por um tempo ou quando quer dividir o custo do aluguel com outra pessoa. Mas atenção, tem umas regrinhas básicas que precisam ser seguidas.

As regras do jogo

Para que a sublocação seja válida e tudo corra dentro dos conformes, o contrato de locação original entre o locador e o locatário tem que permitir essa prática. Sem essa permissão expressa, a coisa complica.

Além disso, o inquilino precisa da autorização do locador para sublocar o imóvel. Se rolar de fazer isso sem a permissão, pode dar ruim e a prática pode até ser considerada crime.

Benefícios e desafios do locatário solidário

Benefícios e desafios do locatário solidário
Visualizar

Como em qualquer relação imobiliária, o locatário solidário também tem seus prós e contras. Vamos dar uma olhada em tudo isso de uma forma bem descomplicada, beleza?

Vantagens para locadores

Imagina só, você ter vários inquilinos comprometidos no mesmo contrato. Isso significa que a chance de você ficar na mão com um calote é bem menor. A responsabilidade pelo pagamento do aluguel e encargos fica distribuída, então, se um vacilar, os outros seguram as pontas. Isso dá uma baita segurança de que o dinheiro do aluguel vai cair na conta certinho todo mês.

Vantagens para locatários

Dividir o aluguel e os encargos entre várias pessoas abre o leque de possibilidades. Elas podem procurar imóveis mais bacanas ou em bairros mais valorizados, que talvez não caberiam no orçamento de um único inquilino.

Locadores solidários

Locadores solidários
Visualizar

O artigo 2 da Lei do inquilinato permite que existam mais de um locador através do mecanismo da solidariedade.

💡 Assim como o locador pode cobrar qualquer locatário solidário, com mais de um proprietário, o inquilino pode pagar o aluguel para qualquer um deles.

Pra que tudo fique claro e ninguém se enrole, é importante especificar no contrato o percentual que cada locador tem direito. Isso significa colocar lá no papel os valores que cada um vai receber. Transparência é tudo!

Facilite a gestão de aluguéis com locadores e locatários solidários com a Alude

Administrar contratos com vários locadores ou locatários pode ser um pouco mais complicado. É preciso um controle rigoroso das responsabilidades e dos pagamentos de cada um.

Mas isso pode ser facilitado com o sistema de gestão de aluguéis da Alude.

O sistema automatiza a geração e envio de cobranças aos inquilinos via e-mail, SMS e WhatsApp.

Além disso, você pode cadastrar vários locadores na mesma locação. Dessa forma, quando o pagamento é identificado, o sistema separa a taxa administrativa e envia os valores definidos diretamente na conta de cada locador, instantaneamente.

💡 Quer ver como funciona? Clique aqui, para criar uma conta e liberar um teste grátis. Cadastre sua primeira locação e veja suas locações rodando no piloto automático.

Sobre a Alude

A Alude acredita que o corretor deveria passar seu tempo focado em criar relacionamentos e dar um atendimento incrível ao cliente - não fazendo burocracias ou trabalhos manuais. Para isso, criamos ferramentas que melhoram a experiência do cliente e facilitam a vida do corretor. Desde uma análise de crédito que impressiona proprietários, até uma gestão de aluguel que deixa suas locações no piloto automático. Buscamos estar presentes em todos os processos do seu dia a dia oferecendo sempre o melhor serviço pelo melhor preço. Quer saber mais? Faça um teste grátis agora mesmo.

Foto Perfil Autor Zé Fagotti
O autor

Zé Fagotti

Zé Fagotti é redator na Alude. Especializado em redação criativa pela Redhook School e apaixonado por empoderar profissionais através do conhecimento prático. Com mais de 10 anos de experiência na web, Zé já produziu diversos blogs, programas de rádio, TV, colunas de revistas e agora demonstra essa paixão escrevendo artigos que ajudam a Alude na missão de descomplicar mercado imobiliário para corretores, imobiliárias e administradores de imóveis. Ele domina a arte de traduzir leis complexas em linguagem simples e acessível, além de trazer estratégias imobiliárias e dicas de gestão de aluguel, transformando o conhecimento em uma ferramenta poderosa para o sucesso dos seus leitores. Nas horas vagas o Zé não desgruda do seu filho Inácio e se você não encontrar ele escrevendo ou com o bebê, provavelmente ele deve estar no tatame treinando karatê.

Compartilhe este post

A GESTÃO DE LOCAÇÃO MAIS COMPLETA DO MERCADO

Faça cobranças, reajustes, repasses automáticos, dimob simplificado, além de relatórios completos com todas as movimentações financeiras.

Faça um teste grátis

Teste gratuitamente sem cartão de crédito